RESERVA BIOLÓGICA DE POÇO DAS ANTAS

Foi criada em 1974, através do Decreto Federal nº 73.791 de 11/03/1974 e redelimitada pelo Decreto nº 76.534 de 3/11/1975, com aproximadamente 5.000 hectares, na parte central costeira do Estado do Rio de Janeiro, no Município de Silva Jardim.
Dentre as finalidades da criação dessa Unidade de Conservação destaca-se a preservação de uma amostra da Mata Atlântica Costeira e seus ecossistemas associados e, notadamente, espécies de flora e fauna ameaçados de extinção, como o Mico-leão-dourado, que só ocorre naturalmente, nas florestas do litoral do Norte Fluminense até as primeiras elevações da Serra do Mar.

Inúmeras autoridades do então IBDF (Instituto Brasileiro do Desenvolvimento Florestal) do Estado do Rio de Janeiro e do INCRA e FEEMA, trabalharam incansavelmente para criar e implantar esta Reserva Biológica. Dentre eles pode-se destacar o Dr. Aldemar Coimbra Filho e o Dr. Alceo Magnanini, nas gestões políticas e administrativas em âmbito Federal e Estadual, com vários estudos científicos sobre o Mico-leão-dourado, e o Engenheiro Florestal do IBDF (atual IBAMA) Dionízio Moraes Pessamilio, atuando como o primeiro Diretor da Reserva Biológica de Poço das Antas, no período de 1977 até 1998.

Esta página foi idealizada por pessoas que se preocupam com a preservação do Meio Ambiente, notadamente no Estado do Rio de Janeiro. Desde muito se dedicam a divulgar os temas relacionados à conservação da Natureza, na esperança de contribuir no significativo trabalho de conscientização da sociedade, pois acreditam que o problema ambiental não se esgota nas políticas oficiais, já que diz respeito a nossa própria sobrevivência.

 


.
Quem somos | A Reserva | Localização
© Copyright 2005-2015 - Poço das Antas